Seja Sócio

Comunicado: Esclarecimento acerca das penalidades impostas ao clube

Em quinta-feira, 7 julho de 2022

A Associação Desportiva Ferroviária vem, por meio deste, trazer esclarecimentos acerca das punições impostas ao clube pelo TJD/ES, além de buscar uma maior conscientização da nossa apaixonada torcida grená, que também sofre com estas sanções. Seguindo a cronologia dos acontecimentos:

  • No dia 15/03/2022, fomos julgados e condenados a perda de 01 mando de campo e multa no valor de R$ 300,00, por fatos ocorridos na partida entre Desportiva x Rio Branco VN, em 19/02/2022, pela 4ª rodada do Capixabão 2022. A condenação veio pelo arremesso de objetos no campo de jogo.
  • O clube entrou com um recurso junto ao STJD onde obteve um efeito suspensivo da pena, o que permitiu que a partida entre Desportiva x Nova Venécia, em 03/04/2022, válido pelo jogo de ida das Quartas de final do Capixabão 2022, fosse realizada no Estádio Engenheiro Araripe. Dados os incidentes relatados em súmula desta partida, fomos novamente denunciados e condenados, em julgamento realizado na data de 12/04/2022, com perda de 04 mandos de campo e multa de R$4.500,00. Recorremos da decisão, porém sem sucesso.
  • Após julgamento do nosso recurso no STJD, ainda referente à partida contra o Rio Branco VN, tivemos nosso pedido indeferido, mantendo a pena imposta de perda de 01 mando de campo. Totalizando até aqui 05 partidas de punição.
  • O clube iniciou o cumprimento das penas junto a Copa ES 2022, nas partidas contra CTE Colatina, Rio Branco AC e Real Noroeste, restando, até ali, 02 partidas a se cumprir. A primeira delas será cumprida neste jogo da volta das Quartas de final, contra o Estrela. A partida que restara, seria cumprida nas semifinais da competição, caso o clube avance. Sendo eliminado, a punição se arrastará para o Capixabão 2023.
  • Porém, na partida contra o Rio Branco AC, em 11/06/2022, pela 5ª rodada da Copa ES 2022, fomos novamente denunciados por incidentes ali ocorridos, dentre eles, novamente o arremesso de objetos em campo. Em julgamento realizado pelo TJD/ES, na data de 05/07/2022, que levou em conta a reincidências de condenações do clube, fomos novamente apenados com a perda de mais 04 mandos, além de multa de R$ 4.500,00. Decisão que ainda cabe recurso.

Por entender que mesmo com as punições de perda de mando – onde obrigava-nos a atuar em praça desportiva com distância mínima de 30 km do nosso estádio – tais ações continuavam a se reproduzir, o TJD/ES decidiu que os nossos jogos ocorressem com portões fechados. Desta forma, cumpriremos o restante das penas mandando os nossos jogos no estádio Engenheiro Araripe, porém sem a presença da nossa torcida.

Sabemos que tais ações não são exclusivas em nossos jogos e que ocorrem – e ocorreram – em demais palcos esportivos inclusive neste mesmo ano, até de forma mais hostil, sendo ignoradas pelas autoridades competentes. Sabemos também que sofremos algumas injustiças neste caminho, onde nos atribuíram responsabilidades por práticas de outros atores. Mas não podemos nos agarrar a isso como justificativa ou nos equipararmos às falhas de outrém. Temos, sim, que lutar para que o peso da lei que recai sobre a Desportiva hoje, recaia também, de forma isonômica, a todos os demais, dentro dos limites legais disponíveis. E essa será a nossa missão.

Porém, mais do que isso, gostaríamos de pedir a todos – clubes, torcedores, federações, tribunais, agentes de segurança pública e todos os demais envolvidos na luta pelo nosso futebol – que tenhamos consciência coletiva a fim de reduzir os danos que todas essas ações causam aos nossos espetáculos. Necessitamos, urgentemente, erradicar tais atitudes de nossas arquibancadas para que prevaleça a linda festa que nossa torcida sempre proporcionou. Precisamos de todos vocês conosco. A Desportiva perde muito mais do que mando ou dinheiro (que já é escasso), a Desportiva perde você, torcedor. Por isso, pedimos, conscientize-se e conscientize.

Patrocinadores
Parceiros